sábado, 17 de março de 2007

Digo..


Digo e (des)digo
Digo o (sub)entendido
O subentendido que fica implicito
na minha fala é dito.
x* namastê *x
Ps: não sei mesmo fazer joguinhos com as palavras.. :)

7 comentários:

Dalai_ disse...

.

Não sabe?
...tá parecendo que sabe kkkkkkkk
o legal, é que as coisas que são implícitas estão entre parênteses; que dá uma certa idéia de transmuticidade do texto.
Huuuuu, que palavra massa de dizer:
" transmuticidade " ... :)

Ó...com aquela figura que cê colocou, só me lembrou essa página do site de direitos humanos que painho mexe ;)

http://www.dhnet.org.br/desejos/sentidos/index.html

.

Rodrigues disse...

HUn...
eu to ateh agora pensando nesse joguinhu de palavras...eu n sou a pessoa mais indicada pra falar uq vc quis passar...mas se foi uq eu entendi eu vou começar a prestar mais atençaum em nossas conversas ;D
"falar por subentendido que fica implicito"...interessante...
e sobre a imagem...
eu gostei tb q de certo modo ela mostra toda a vida...denota todos os sentimentos a qual se tem que passar para consiguir realmente "viver" parar dpos com a morte realmente "morrer"(filosofei um poco agora mas achu q deu pra entender a ideia XD)
bom eu tinha falado q ia postar entaum aqui estou moça esperta
;***
minha futura psicologa...vou precisar de mta terapia

amandabalbi87 disse...

faltou "coragem!" eu preciso

Fábio Farias disse...

poesia pós-moderna

maluh disse...

e eu digo nas entrelinhas tortas dos meus dias, o quanto as noites, e consequentemente as luas da minha vida, são tão bacanas ! ;D

Tiago Azevedo de Aguiar disse...

Mas as palavras podem ser tão más...
Não?
Acho que podem sim...

Alê Quites disse...

Ops!
Também sou ser formado por tandos dizeres, dúvidas e desejos.
Namastê!