domingo, 28 de fevereiro de 2010

Saber não basta..

Sabe aqueles momentos em que você puxa o ar com tudo, mas ele não vem?
Aqueles momentos em que você se desespera buscando fazer seus pulmões funcionarem, sem obter resultado algum?
Sabe quando aquele aperto no peito se transforma em uma dor aguda, que parece não ter fim?
E quando você se esforça pra fazer tudo parar e o mundo voltar a ser o que era antes, antes de tudo acontecer...
Sabe como é se sentir sem vida, sem saída, incompleta?
E perceber que o mundo não parou, as pessoas continuam seguindo suas vidas e descobrindo um mundo de possibilidades, experiÊncias, descobertas, frustrações... mas, você não, porque você estagnou.
Sabe como é triste se sentir sem sentido? Se tornar, insipida, sem gosto, sem nada...?
Se forçar a acordar pra mais um dia sem cor...
Sabe aqueles momentos em que a sua vida não te pertence, você está numa especie de limbo existencial..
onde as ações e decisões não partem de você e você apenas pode acompanhar o desenrolar dos acontecimentos?
Não ter as rédeas, nunca ter tido ou tê-las soltado..?
Você não sabe..!

4 comentários:

Fouad Talal disse...

Sei. não creia que o limbo é território privado...
Um abraço, virtual, mas um abraço.

Fouad Talal disse...

Então Lu... Concordo em verso e prosa! Acho que as coisas podem ter até mais de dois lados... mas vc, como lua que é, só mostra um né? E o lado oculto?... Um beijo!

Marcelo Tavares disse...

Já tentou soltar o freio de mão? =)

Lucão disse...

Até da pra sentir falta dessa falta de ar e da tristeza...
Passa rápido a saudade, mas lendo aqui até senti falta.
E essa falta de ar, vem de que?
me explique!
:P
beijos,lua.
gostei daqui.