domingo, 29 de maio de 2011

Espelho meu...

:

Chegou em casa por volta das 2h da manhã. Seguiu o velho ritual: tirou a sandália, foi para o banheiro, lavou o rosto e se olhou no espelho. Se olhou nos olhos e perguntou como quem não quer nada: Quem é você? Não esperou resposta e nem queria ouvi-lá... São tantas ideias falsas, mentiras transvestidas de verdades. Pensou em como tinha sido a noite e em uma rápida avaliação declarou: é, mais uma vez, nada demais. Se censurou por ainda criar expectativas, mesmo não indo tão longe... Suas esperanças não requerem encontros mágicos e transformadores, quer, apenas, sentir que ainda pode se divertir num sábado á noite. Só. Por que parece tão fácil para os outros? O que falta nela? Não tem mais saco para sorrisos "amarelo", olhares indiscretos, "jogadas de charme". Quer clareza, sutileza e o mais importante: quer simplicidade. Meio adormecida ainda reflete se valeria a pena se desapegar dos seus princípios e arriscar algo que ela não é, blefar. De olhos fechados e já embalada pelo sono sussurra: não, ainda não...

x* namastê *x

Ps: preciso de um livro que prenda minha atenção.

7 comentários:

Joyce disse...

Pois é... às vezes não é culpa da pessoa, é do lugar também...
Mas tb acho que não é preciso mudar tanto: só se permitir... ;)

Victor disse...

Eu acho que tudo está mais ligado à oportunidade...sei lá...e é algo que eu digo: "É melhor conquistar algo sendo você mesmo, do que sendo algo que você não é".

fialka012 disse...

❤❤❤

Caceres disse...

Não há tanto a fazer. Não adianta esperar por nada. Parece ser melhor trancar-se em si mesmo.

Caceres disse...

Poxa, adorei os coments no iris negra. Esses nossos personagens andam bem tristes, hein... Acho que no proximo texto vou escrever uma historia felizinha. De vez em quando contos de fada ajudam a mentir sobre o mundo em sua realidade. Agradeço bastante o tempo dispendido lendo o texto e comentado.

Sarah Fernandes disse...

agora consegui acessar seu blog! interessante, cara luana...

Carolina Vianna disse...

Você não vai escrever mais? :(